Governo do Tocantins apresenta Cartas Climáticas do Estado em evento digital

0
20

O Governo do Tocantins apresentará, na próxima sexta-feira, dia 20, às 10 horas, as Cartas Climáticas do Estado do Tocantins, com o objetivo de apoiar as diversas demandas com informações sobre elementos climáticos aplicados à gestão territorial. Devido à pandemia, o evento será digital, transmitido pelo canal youtube/governodotocantinsoficial.

As Cartas Climáticas são um documento sistematizado dos principais elementos do clima, cujo conhecimento é fundamental à avaliação, planejamento e condução das atividades públicas e privadas desenvolvidas no território. Nelas, constam o diagnóstico dos principais padrões de variáveis climáticas, como a distribuição e a intensidade de chuvas nas diversas áreas do Estado ou a variação de temperatura do ar ao longo das estações, informações essenciais ao desenvolvimento econômico e uma série de atividades do cotidiano que dependem diretamente do comportamento climático de cada região.

A elaboração das Cartas Climáticas do Estado do Tocantins foi conduzida pela Secretaria de Estado da Fazenda e Planejamento, por meio da Superintendência de Planejamento Governamental, com o trabalho direto da equipe da Gerência de Zoneamento Territorial.

Como resultado foi possível, por exemplo, apresentar avaliações sobre as mudanças climáticas e também realizar estudos sobre intensidade, duração e frequência de chuvas, que são fundamentais para minimização de impactos de eventos naturais para produção agrícola, armazenamento de água, implantação de obras de infraestrutura viária e de abastecimento urbano.

Segundo o secretário-executivo do Planejamento, Sergislei da Silva Moura, as Cartas Climáticas possibilitam gerir de maneira mais segura e eficiente os recursos naturais disponíveis, servem de embasamento teórico para estudos de licenciamento e monitoramento ambiental, para a elaboração de zoneamentos agrícolas e ambientais, planejamento de ações da defesa civil, gestão ambiental e urbana, e execução das políticas públicas agrícolas, dentre outras aplicações.

“Diante de um cenário de mudanças climáticas que têm impacto na segurança alimentar, social e econômica; proteger as pessoas, o ambiente e os setores produtivos exigirá dos gestores muito mais do que um olhar cuidadoso, exigirá protagonismo, antecipação aos fatos e a total compreensão de informações climáticas”, destaca Sergislei da Silva Moura.

Como exemplo da grande utilidade do documento, Sergislei Moura cita que para o agronegócio, atividade estratégica para a economia tocantinense, apoiará a identificação das áreas mais propícias para determinadas culturas, o tipo de sistema de cultivo agrícola que deve ser adotado, bem como o período em que cada um deles deve ser conduzido. “O uso dessas informações resultará em bons resultados para o Tocantins”, comemora ele.

Edição: Thâmara Cruvinel

Revisão Textual: Marynne Juliate

Arlete Carvalho/Governo do Tocantins

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui